ODÉ LABURÊ LEVA O PRESENTES PARA OSUN.


Uma vez na festa de Osun foram dados muitos presentes a ela.
Eram muitas jóias, enfeites, perfumes e ervas raras. Todos então depositaram estes presentes dentro de uma Ibá (bacia/cesto).
Levaram então esse cesto até as margens do rio Osun e clamaram que a Yabá viesse até eles buscar o presente.
Porém Osun não apareceu, ela é" Iyá Ominibu" (mãe do fundo das águas) e não subia a superfície de maneira alguma.
Então os homens e mulheres ouviram um suave voz feminina cantarolar:

"LABURÊ OMI MI KA ODÔ"
(Meu fillho traga- o presente para o Rio)

Osun havia invocado seu filho Odé que surgiu da mata em sua veste dourada, apanhou o presente e mergulhou nas águas do rio para entregar a sua mãe.

Odé Laburê é um caçador que acompanha Osun, é seu filho e protetor.

Seu assentamento fica fora do quarto de Santo, ele traz fartura e por isso é colocado na cozinha ou na plantação do Ilê Asé.


Asé!

2 comentários:

Vinicius C. de Castro disse...

Sou deste Odé, tenho muito orgulho!

Vinicius C. de Castro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.